4 dicas para recuperar a rotina de sono neste regresso às aulas

 In Notícias
  • Deixar os aparelhos eletrónicos fora do quarto
    O hábito de espreitar as redes sociais antes de ir dormir está já tão enraizado nos jovens e pré-adolescentes que não o questionamos. No entanto, os aparelhos eletrónicos não devem ser usados pelo menos duas horas antes de se dormir. Estes atuam como estimulantes, já que a luz azul de alguns aparelhos interfere com a produção de melatonina. Aproveite para fazer uns jogos em família ou passear perto de casa, antes da hora de dormir.
  • Redefinir uma rotina para dormir
    Independentemente da idade (criança ou adolescente) é importante que o jovem em questão defina uma rotina antes de ir para a cama. Tomar banho, ler, ouvir podcasts ou música, baicar as luzes são apenas alguns dos hábitos que podem facilitar uma boa noite de sono.
  • Ajustar horários gradualmente
    Muitas vezes, é só no primeiro dia de aulas que os mais pequenos começam a ajustar os horários, indo dormir mais cedo porque não descansaram o suficiente na noite anterior. No entanto, este ajuste de horários deve ser intencional e gradual, devendo ser feito com alguma antecedência. Basta ir antecipando as horas de dormir de 15 a 30 minutos por dia, até chegar à hora de deitar pretendida. Segundo a psicóloga, as crianças devem dormir cerca de 10 horas, já os jovens cerca de 8h30.
  • Alimentação leve e sem cafeína
    Tal como o uso de tecnologias, também o que comemos pode afetar a qualidade do nosso sono. Por esse motivo, é aconselhado optar por jantares mais leves e dizer não ao açúcar e à cafeína pelo menos três horas antes de dormir. Se não costuma comer sobremesa ao jantar, tenha atenção aos refrigerantes com muito açúcar.
  • Percorra a fotogaleria para conhecer as quatro dicas que o podem ajudar neste regresso à escola.

Adormecer já de madrugada e acordar quando apetece é uma realidade para muitas crianças e adolescentes durante o período de férias. São praticamente três meses sem horários definidos e rotinas, tanto de alimentação (com horas diferentes para tomar o pequeno-almoço e até jantar), como também de sono. E este último pode ser o mais difícil de contrariar quando recomeça o período letivo.

A psicóloga Teresa Rebelo Pinto admite que o “regresso às aulas e a novos horários para acordar e deitar pode ser muito desafiante para as famílias que voltaram de férias, um período em que as rotinas são bastante diferentes”. “É importante sabermos o que fazer para dormir melhor e quais as consequências de menosprezar o sono”, refere ainda a especialista nessa área.

Os benefícios de dormir bem não são segredo. Este descanso ajuda as crianças e pré-adolescentes a gerirem melhor as suas emoções e a controlar impulsos, melhorando também a sua capacidade de concentração e o desempenho na sala de aula. No entanto, Teresa Rebelo Pinto lembra ainda que o horário de sono deve ser adaptado à idade do estudante. “As crianças até aos 3-5 anos ainda precisam de sestas durante o dia”, devendo dormir cerca de 10h00, enquanto que os jovens precisam de 08h30 de sono, em média.

Percorra a fotogaleria acima para saber como ajudar o seu filho a retomar a rotina de sono.

Originalmente publicado em Delas

Notícias Recentes