AS NUVENS

AS NUVENS

Fomos poucos (no começo) … somos mais (a cada dia que passa).. seremos muitos (se precisarem de nós), Nuvens que contam histórias para crianças, em ambiente hospitalar.

Mas a realidade Nuvem Vitória nasceu do sonho, vontade, empenho e, como tudo o que é novo…

alguma teimosia e muita persistência dos seus Fundadores.

Felicidade com nuvem lá dentro
Fernanda Freitas - Co-fundadora e Presidente da Associação Nuvem Vitória

“Quando, em 2011, presidi ao Ano Europeu do Voluntariado, consegui ter um retrato bastante fiel do que é a realidade do voluntariado no nosso País. Percebi sobretudo que são muitas as pessoas que, em Portugal, tomaram a decisão de, na vida, dedicar parte do seu tempo aos outros, sem esperar nada em troca, a não ser um sorriso- comecei a designar esta “recompensa” como o nosso “salário emocional”: aquele que não se deposita em nenhum outro banco que o dos afetos e da boa vontade. Nessa época, eu já era voluntária em ambiente hospitalar pediátrico, como contadora de histórias e, desde então que tinha vindo a tentar implementar um projeto em que as histórias junto de crianças internadas fizessem ainda mais sentido: à hora de deitar, promovendo uma boa preparação para uma noite de sono o mais tranquilo possível. Dormir é o melhor remédio. Agora, depois do projeto piloto, conseguimos perceber que uma criança internada que descansa durante a noite, responde melhor aos tratamentos. E está mais serena e mais feliz. E é nesta felicidade que assenta a Nuvem Vitória: queremos por isso chegar a muitas crianças, um pouco por todo o País, com o seu apoio – e que desde já agradeço.
Vitória Vitória vamos contar uma história?”

20151016-_K3_0374 copy (1)
“Deus quer, o homem sonha e a obra nasce”
Pedro Dias Marques - Co-fundador e Vice-Presidente da Associação Nuvem Vitória

“Quantos de nós não guardam com carinho a lembrança de uma voz familiar que nos embalava o sono, a memória de tantas histórias que alimentaram a nossa imaginação e nos fizeram olhar o mundo com outra paixão e entusiasmo? A “Nuvem Vitória” tem as suas raízes próprias, alimentadas pela vontade de criar um projeto inovador em Portugal, que nos permitisse alcançar as crianças que diariamente dormem em unidades de saúde, melhorando o seu sono e tornando cada noite especial, através da partilha de histórias de adormecer, com uma dimensão humana que tantas vezes acaba por fazer toda a diferença. Sabemos que o sono é um dos desafios de saúde pública que o mundo enfrenta e é com enorme satisfação que testemunhamos a força da sociedade civil expressa em cada voluntário que diariamente veste a camisola da nuvem e dá o melhor de si em prol desta causa. Este é sem dúvida um projeto de pessoas para pessoas, e a prova que a força das ideias combinada com dedicação e tenacidade continuará a ser um agente de mudança. Um agradecimento sentido pelo caminho já percorrido e um bom sono a todos nós que queremos ver a nossa nuvem subir mais alto a cada dia!”

_PM80126
Ser um voluntário “Nuvem Vitória”
Maria Gabriel Sousa - Coordenadora de Projeto

“O projeto “Nuvem Vitória” tem características especiais, que o diferencia dos que já existem ou existiram: contar histórias a crianças em internamento hospitalar, antes de dormir, todos os dias úteis e sempre em duplas (duas, no período de estágio). Imagine-se, assim, que a impulsiva generosidade que nos é tão característica, não chega para se pertencer a este projeto. Queremos mais, para fazermos melhor. O que já acontece, para nosso orgulho.

Há quase um ano a trabalharmos esta “Nuvem Vitória”, apoiada na tranquilidade e no intimismo da noite a trazer um sono melhor, sabemos como os 34 voluntários que arrancaram com o projeto-piloto, no 6º piso do Hospital de Santa Maria, fizeram diferença na vida das crianças, dos pais/acompanhantes e dos enfermeiros, de forma direta, e de toda a estrutura hospitalar envolvida. Juntaram-se, entretanto, mais voluntários, a quem foi pedido o mesmo que a todos os que vierem até nós, com vontade: compromisso, rigor, pontualidade.

São estudantes, psicólogos, atores, designers, consultores, contadores profissionais, polícias, engenheiros, advogados, especialistas em literatura infantil, professoras de yoga… Todos com vidas muito cheias, e firmes aqui. A equipa é de uma diversidade e de uma riqueza extraordinárias. 

O que é que une esta equipa de forma transversal? Que milagre é este que nos faz caminhar juntos mantendo a individualidade, ao mesmo tempo que criamos uma identidade comum? Tem um nome, sim, chama-se espírito de missão.

Em cada sítio para onde formos é isto que queremos: proximidade, à cabeceira ou aos pés da cama de cada criança ou fora dali, mas que a expressão humanização hospitalar não seja nunca corpo de letra: que cada um de nós seja o exemplo dela, nesta “Nuvem Vitória”, cuja camisola vestimos com muito orgulho e alegria – mesmo quando saímos a correr do trabalho e o dia não foi fácil. Lá, tudo muda! Acreditem.”