Histórias embalam sono das crianças no Hospital de Braga

 In Notícias

As crianças internadas no Hospital de Braga têm, a partir de hoje, quem lhes conte histórias para adormecerem, numa iniciativa da Associação Nuvem Vitória que será posta em prática por uma centena de voluntários.

Em comunicado, aquela associação refere que a iniciativa chegará a 30 camas do Hospital de Braga, prevendo-se a realização de 660 ações por mês, impactando cerca de 7.900 crianças internadas ao longo de um ano.

Os cerca de 100 voluntários envolvidos darão mais de 3.000 horas à pediatria daquele hospital, contando uma média de nove mil histórias para adormecer.

Esta iniciativa integra-se no âmbito do Dia Mundial do Sono, que hoje se assinala.

Para além de Braga, a atividade da Associação Nuvem Vitória é também hoje alargada no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, chegando a mais 16 camas, impactando 3.100 internamentos e contabilizando mais 1.056 horas de voluntariado por ano.

O alargamento da intervenção resulta do contributo dos clientes dos supermercados Lidl, que compraram um bolo-rei na época natalícia, no âmbito de uma iniciativa que rendeu 146 mil euros para a Nuvem Vitória.

Com esta verba, a associação irá estender a sua intervenção a mais 10 instituições, entre hospitais e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), de norte a sul do país, ao longo dos próximos dois anos, melhorando o sono de mais crianças que, por motivos de saúde ou outros, estão temporariamente fora dos seus ambientes familiares.

Ainda no âmbito do Dia Mundial do Sono, a Nuvem Vitória apresenta também hoje a plataforma digital www.querodormir.pt, que pretende ajudar todos os portugueses, levando a casa das famílias toda a informação relevante sobre o sono.

Questões como os espaços em que se dorme, as patologias mais frequentes, os hábitos que não deixam dormir e as rotinas para adormecer, além dos mais recentes estudos científicos, são assuntos em destaque.

A iniciativa da Associação Nuvem Vitória é realizada em parceria com a Associação Portuguesa do Sono e a Direção Geral de Educação, e conta com um Conselho Consultivo composto por médicos, psicólogos e outros especialistas.

Segundo Fernanda Freitas, presidente da Nuvem Vitória, esta plataforma pretende ajudar as famílias portuguesas a corrigir alguns hábitos e a encontrar solução para as noites mal dormidas.

“O foco é o respeito pelas horas de sono de modo a garantir o bem-estar e uma vida saudável, favorecendo o quotidiano individual e um melhor ambiente familiar”, referiu, citada no comunicado.

Fernanda Freitas destacou ainda o alargamento das histórias para adormecer, “contribuindo para mais noites bem dormidas e para o bem-estar” de mais crianças hospitalizadas.

A Associação Nuvem Vitória nasceu em 2016 e tem como missão principal contribuir para melhorar o sono das crianças, nomeadamente em hospitais ou outras instituições.

Lusa/Fim”

Originalmente publicado em Diário de Notícias

Notícias Recentes