CGI apoia associação contadora de histórias a crianças internadas

 In Notícias

“Através do programa ‘Dream Connectors’ a empresa tecnológica estabeleceu uma parceria com a ‘Nuvem Vitória’, uma associação que tem como objetivo ajudar crianças a melhorar o seu sono e bem estar.

A CGI, no âmbito do seu programa “Dream Connectors”, uniu-se à ‘Nuvem Vitória ‘. Uma associação que tem como objetivo melhorar o sono de crianças hospitalizadas de todo o país, através de histórias.

Criado em 2016, o programa “Dream Connectors” convida todos os membros da CGI espalhados pelo mundo a contribuir com as suas melhores ideias com o propósito de melhorar o bem-estar social, económico e ambiental das comunidades em que vivem e trabalham.

A associação ‘Nuvem Vitória’ tem atualmente  300 voluntários que, todas as noites, visitam as alas pediátricas dos hospitais para contar histórias às crianças internadas. Com dois anos de existência, a associação atua nos hospitais de Santa Maria, em Lisboa, de São João, no Porto, e de Vila Franca de Xira, mas também no Centro de Medicina e Reabilitação de Alcoitão, no Estoril.

Ao longo dos últimos meses, os membros da CGI estiveram diretamente envolvidos em todo o processo de apoio a esta associação. O compromisso, pensamento inovador e a experiência tecnológica da CGI permitiram levar a cabo este programa social.

Fernanda Freitas, presidente da Associação Nuvem Vitória, afirma que “é com uma enorme satisfação que vemos e recebemos o apoio da CGI a este projeto. O contributo da CGI ajuda-nos a cumprir o nosso objetivo de chegar a um número cada vez maior de crianças hospitalizadas que conseguimos ajudar e apoiar para a melhoria do seu sono e bem-estar através das nossas histórias”.

Já Francisco Ramos, CGI Consultant e responsável por este projeto, refere que “o Dream Connectors oferece-nos a possibilidade de colaborar e trabalhar de perto com a Nuvem Vitória e, juntos, atingir os seus objetivos de melhorar o sono e o bem-estar de crianças hospitalizadas. É mesmo um enorme prazer para todos nós poder melhorar o bem-estar da comunidade em que vivemos e trabalhamos”.

Originalmente publicado em Jornal Económico

Notícias Recentes